23
Nov
Huawei quer ser o terceiro maior fabricante no último trimestre
por BdB Huawei , Ascend P6S , Ascend Mate 2
O crescimento sustentado das vendas da Huawei ao longo do ano dão aos responsáveis da marca asiática confiança suficiente para afirmarem que pretendem alcançar o terceiro posto entre os fabricantes de smartphones no último trimestre do ano.
Depois dos 9.8 milhões de terminais vendidos durante o primeiro trimestre, dos 11.8 milhões vendidos durante o segundo e os 13.4 milhões durante o terceiro, a Huawei aspira atingir a marca dos 20 milhões de unidades durante o último trimestre de 2013.

Para o vice-presidente de marketing da Huawei – Shao Yang – o terceiro lugar do ranking entre os fabricante de smartphones está perfeitamente ao alcance da companhia uma vez que a distância que a separou da lenovo e da LG no terceiro trimestre foi residual.
O lançamento dos Huawei Ascend P6, P2 e D2 em vários mercados conduziu a um crescimento das vendas na ordem dos 150% na América Latina, 50% no Japão, 40% na Europa Ocidental e 40% no Médio Oriente.



O futuro da marca passa ainda pelos sucessores do Huawei Ascend P6 e do Ascend Mate que estreiam uma nova plataforma de hardware que conta com um processador de oito núcleos, 2 GBytes de RAM e pelo menos 16 GBytes de espaço de armazenamento.
O novo Huawei Ascend P6S contará ainda com um ecrã HD de 4.7 polegadas, o novo processador octa-core da HiSilicon (uma subsidiária da Huawei) com um poderoso co-processador gráfico Mali-450 e câmaras fotográficas de 5 e 8MPixels.
A estrutura continuará a ser em alumínio de alta-resistência que garante que o novo modelo é extremamente fino (apenas mais 0,3 mm que o actual Ascend P6) e resistente.

Já o Huawei Ascend Mate 2 continuará a representar o segmento dos phablets dentro da gama da Huawei passando a contar com um ecrã Full HD IPS de 6.1 polegadas. Ambos os modelos deverão vir equipados com o Android 4.2.2 complementado com a nterface alternativa Emotion UI da marca recebendo a actualização para a versão mais recente do Android (4.4) no início do próximo ano.

Esta notícia já foi consultada 61062 vezes
 
 
Publicidade