19
Nov
União Europeia também aprova uso total de smartphones e tablets nos aviões
por CVF
Duas semanas depois dos americanos terem aprovado o uso de dispositivos electrónicos em todas as fases de voo, incluindo descolagem e aterragem, a União Europeia tomou uma decisão idêntica.
Se até agora a utilização de smartphones e tablets só podia ser feita entre a descolagem e a aterragem e usando o ‘modo de voo’ em que todos os tipos de comunicações se encontram desligados, a partir de agora deixa de existir qualquer tipo de restrições.



Esta medida permite ainda que os utilizadores se possam ligar a redes 3G e 4G quando o avião se encontra a mais de 3000 metros de altura por razões de segurança. Os equipamento não se irão ligar às bases de telecomunicações terrestres mas antes a soluções próprias instaladas nos próprios aviões que estabelecem uma ‘ponte’ via satélite com antenas instaladas no solo.
Caberá também ás companhias aéreas definir as tarifas a serem praticadas embora a vontade da Comissão Europeia em harmonizar as tarifas de telecomunicações em roaming deva via a limitar a sua margem de manobra.

A Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) revelou que está a analisar forma de conseguir certificar e autorizar a realização de chamadas durante as várias fases do voo.
As regras são agora válidas para voos realizados dentro da união Europeia por companhias aéreas europeias. De fora desta decisão ficam os computadores pessoais cujo peso e volume continuam a apresentar perigos em caso de ser projectados.

Esta notícia já foi consultada 63334 vezes
 
 
Publicidade