3
Jul
‘Android 4 não é adequado para smartphones baratos’
por BdB Mozilla , Firefox OS , Android 4 , Android 2.3 , ZTE Open , Telefónica
Esta é pelo menos a opinião de Brendan Eich, o director técnico e fundador da Mozilla, que considera que os requisitos actuais do Android 4 não são compatíveis com dispositivos realmente baratos.
Com o lançamento do primeiro terminal baseado no Firefox OS – o ZTE Open – passa a existir uma alternativa aos vários modelos de baixo custo baseados no ‘velhinho’ Android 2.3.

Para alcançar o seu primeiro milhão de utilizadores, a Mozilla investiu na optimização dos requisitos de memória e de processador, o que permitiu que fossem criados telefones low-cost funcionais. ‘O Android 4 não funciona correctamente em dispositivos equipados apenas com 256 Mbytes de RAM’ - dizia Eich – ‘por isso é que o Android 2.3 continua a ser a primeira escolha para os fabricantes de modelos de baixo custo’.
Embora tenha como base o mesmo kernel Linux usado no Android 4, o Firefox OS foi optimizado na camada de aplicações e serviços tornando-se mais fluído em dispositivos com especificações muito modestas.



Mesmo não se podendo considerar que o FirefoxOS já se encontra ao nível do Android 2.3 em termos de funcionalidade, o facto de estarmos perante uma versão 1.0 tão estável e funcional garante que o Firefox OS tem, de facto, margem para progredir e encontrar um espaço próprio no mercado.
Quem poderá vir a ser prejudicado são os Feature Phones, em especial as linhas Asha da Nokia e REX da Samsung, que deixam de ter argumentos para defrontar directamente o Firefox OS.

A plataforma móvel da Mozilla é dirigida ao utilizador que procura adquirir o seu primeiro ‘telefone inteligente’ e que não quer, ou não pode, comprar um modelo baseado no Android. Ao situar o preço do ZTE Open significativamente abaixo dos $100, a Telefónica deu um grande ‘pontapé de saída’ da fase comercial do Firefox OS.

Esta notícia já foi consultada 84206 vezes
 
 
Publicidade