19
Jun
Blackberry e HTC começam a conquistar quota de mercado
por Pedro Ivo Faria HTC One , Blackberry Z10 , Blackberry Q10
Embora tenha sido por motivos diferentes, a HTC e a Blackberry foram dois dos fabricantes de dispositivos móveis que mais quota de mercado perderam nos últimos anos. A primeira teve imensas dificuldades em deixar para trás a imagem banalizada que derivou do excesso de oferta e em afirmar-se como a marca inovadora e vanguardista que sempre foi enquanto que a segunda esteve muito tempo à espera que a sua nova plataforma móvel ficasse pronta para enfrentar o Android, o iOS e o Windows Phone.

Por mérito própria as duas marcas começam a dar sinais de recuperação assegurando lugares de destaque nas tabelas de vendas em vários países. A HTC conseguiu posicionar o HTC One na terceira posição entre os smartphones mais vendidos no mercado americano (logo a seguir ao iPhone 5 e ou Samsung Galaxy S4) e já é uma presença habitual no Top 10 em diversos países.



A Blackberry também já evidencia sinais de inversão da tendência registada nos últimos anos com o modelo Q10 a figurar entre os mais vendidos no Canadá, Médio Oriente ou Inglaterra. O mercado americano continua a ser o que mais resistência tem oferecido ao regresso da companhia canadiana – muito por ‘culpa’ da enorme concorrência que enfrenta – mas já não se encontra em rota descendente. O lançamento do Blackberry Q10 pela operadora móvel AT&T (a maior a operar nos EUA) e o início da comercialização do Blackberry Q5 irão contribuir para este crescimento que se cifrou em 3.5 milhões de unidades vendidas no último trimestre.

Esta notícia já foi consultada 25127 vezes
 
 
Publicidade