21
Mar
Afinal o governo britânico não considerou que o Blackberry 10 era inseguro
por BdB CESG , Blackberry 10 , Blackberry Z10 , Blackberry Q10
No passado os Blackberry impuseram-se no mercado muito devido a duas características muito próprias: o push email e a segurança à prova de bala. A inclusão do Blackberry Balance, uma funcionalidade desenvolvida em parceria com uma empresa especializada em segurança digital (Secursmart), permitia manter separados os conteúdos pessoais dos conteúdos profissionais e corporativos, garantindo uma maior versatilidade sem comprometer a segurança dos equipamentos.



As notícias de que o governo britânico teria considerado que os novos Blackberry 10 não eram suficientemente seguros para serem usados pelos seus funcionários não tardaram a ser desmentidos pelo departamento de comunicação do executivo britânico.
A CESG (UK’s Computer Experts Security Group) esclareceu que os Blackberry 10 ainda não foram incluídos no seu programa de teste e certificação, logo não poderiam ter sido considerados como seguros ou inseguros.

O processo de certificação, que é longo e moroso, deverá ter início nos próximos meses, altura em que a CESG irá avaliar vários dispositivos entre os quais se incluem o Blackberry Z10 e o Blackberry Q10.
A Blackberry já anunciou que está a ‘trabalhar directamente com a CESG’ para acelerar a aprovação dos seus equipamentos e é o próprio organismo britânico que reconhece que ‘a já longa parceria estabelecida com a Blackberry dá-lhes confiança de que a plataforma Blackberry 10 possa vir a representar uma solução viável para o Governo do Reino Unido’.


Esta notícia já foi consultada 15343 vezes
 
 
Publicidade