18
Set
RIM licencia tecnologia exFAT da Microsoft
por G5 RIM , Microsoft , FAT , NTFS , exFAT , Blackberry 10 , BB10
Nos tempos que correm, em que as patentes estão a ser usadas de uma forma agressiva para condicionar a margem de progressão da concorrência, é pouco comum ouvir-se falar de licenciamento voluntário de tecnologia patenteada.
A Microsoft emitiu um comunicado onde dava conta do acordo estabelecido com a RIM para que esta possa vir a usar a tecnologia exFAT na sua gama de dispositivos e serviços.

O acordo abrange uma ‘utilização alargada’ do sistema de armazenamento de ficheiros e permite o intercâmbio de conteúdos digitais entre dispositivos móveis e computadores de secretária sem a necessidade de os submeter a um processo de conversão. O novo formato de armazenamento de ficheiros da Microsoft, que se deriva do NTFS, foi introduzido no WindowsCE em Novembro de 2006 e foi desenvolvido para ultrapassar as limitações próprias do formato FAT32 (máximo de 4 GBytes endereçáveis) e para ser aplicável a sistemas de memória amovível.

Com este licenciamento a RIM protege-se já contra eventuais problemas jurídicos que podem vir a afectar a distribuição da próxima geração de dispositivos móveis baseados no Blackberry 10. Ao contrário da Motorola, que preferiu não licenciar este tipo de tecnologia e corre agora o risco de ver os seus produtos embargados na Europa, a companhia canadiana tem feito um esforço claro para evitar os problemas que o Android e os fabricantes que apostaram nele estão a ter.

Esta notícia já foi consultada 106992 vezes
 
 
Publicidade