27
Jun
Google apresenta tablet Nexus 7 e Media player Nexus Q
por CVF Google , Android , Android 4.1 , Jelly Bean , Nexus 7 , Nexus Q
Não foi um mas dois dispositivos que a Google apresentou durante a cerimónia em que deu a conhecer também a nova versão do Android. Na linha do que já tinha feito para os smartphones, a companhia norte-americana decidiu lançar um tablet e um media player de marca própria para provar as capacidades da sua plataforma móvel.
Perante o domínio da Apple nesses dois segmentos, sem que haja uma resposta cabal da parte dos fabricantes de soluções baseadas em Android, a Google decidiu investir na criação de dispositivos com especificações muito próprias embora com o cuidado de estes não se posicionarem como concorrentes directos do iPad e do iPod Touch.



O Nexus 7 é o primeiro tablet da Google e encontra-se mais próximo do Kindle Fire da Amazon e do Nook Color da Barnes & Noble do que do iPad da Apple. O tablet fabricado pela ASUS distingue-se pelo ecrã IPS de 7 polegadas com resolução de 800x1280 pixels, pelo processador Nvidia Tegra 3 a 1 GHz, 1 GByte de RAM, conectividade Bluetooth, WiFi, NFC e 3G (opcional).
A estratégia da Google passa por vender este dispositivo quase a preço de custo de forma a beneficiar do factor preço e posicionar-se como uma alternativa aos tablets da Amazon e da Barnes & Noble que têm o Android na sua base mas se baseiam em interfaces ultra-personalizadas.




O Nexus Q tem objectivos bem diferentes e propõe-se ser o novo media center familiar interagindo directamente com o YouTube e serviços Cloud e sendo capaz de reproduzir os conteúdos multimédia, via streaming, em outros electrodomésticos.
O primeiro elemento da família Android@Home conta com conectividade WiFi (Dual WiFi), Bluetooth, Ethernet e NFC e pode ser ligado directamente a um televisor (via HDMI) ou a um par de colunas, funcionando autonomamente, ou como elemento central de um sistema de streaming que pode ‘espalhar’ conteúdos multimédia por toda a casa.
O preço demasiado elevado ($299), face a outras propostas existentes no mercado, pode prejudicar o desempenho comercial do Nexus Q que terá a difícil missão de levar a Google e o Android para a sala de cada casa e replicar o sucesso que a plataforma móvel conseguiu entre os smartphones.




Esta notícia já foi consultada 17830 vezes
 
 
Publicidade