6
Mar
Nokia precisa de terminais Windows Phone ainda mais baratos para competir com o Android
por aikon Nokia , Lumia 610 , Android
Uma das grandes novidades da Nokia apresentadas durante o Mobile World Congress 2012 foi o Nokia Lumia 610. Para a Nokia, e para a Microsoft, o novo dispositivo representa uma incursão num sub-segmento que até agora não contava com a presença de terminais baseados na plataforma móvel da Microsoft.



A revisão, em baixa, das especificações mínimas do Windows Phone 7, a par de uma versão actualizada do sistema operativo (Windows Phone 7 Tango), permitem a utilização de hardware menos sofisticado embora com perda de funcionalidade.
Com um preço situado um pouco abaixo dos duzentos euros (as previsões apontam para € 189 sem subsidiação), o Lumia 610 é, ainda assim, demasiado caro para competir com os modelos mais baratos do Android.
A maioria das operadoras já dispõe na sua oferta Android de equipamentos com especificações similares à do Nokia Lumia 610 – processador a 800 MHz, 256 Mbytes de RAM, câmara fotográfica de 5 Mpixels – com preços próximos, o abaixo, dos cem euros.

Para Niklas Savander, um vice-presidente executivo da Nokia, ‘Estamos a competir com o Android mas já há terminais Android em vários mercados com preços a rondar os € 100. isso significa que, ao lançarmos uma modelo barato a € 189, ainda temos um grande caminho a percorrer até conseguirmos ter disponível um dispositivos de baixo custo que possa ser o primeiro smartphone de muitos utilizadores’.
Quem procura transitar dos feature phones para os smartphones e encontra no preço um dos principais obstáculos, acaba por escolher um modelo low end baseado no Android perante a falta de alternativas. São esses os clientes que o Android começa a captar e a fidelizar e que reduzem as possibilidades de sucesso das plataformas que tentar disputar essa faixa do mercado.

Esta notícia já foi consultada 7392 vezes
 
 
Publicidade