29
Out
Nokia vai ajudar o Windows Phone 7 a duplicar a sua quota já em 2012
por aikon Nokia , Windows Phone 7 , Microsoft , Symbian , Strategy Analytics , Barclay Capital
Agora que são conhecidos os dois primeiro terminais Windows Phone 7 da Nokia, e a gama de preços que irá ser praticada, as empresas de análise de mercado ‘ajustam’ as suas previsões levando em consideração esta nova realidade.



Uma equipa de análise da Barclay Capital foi a primeira a considerar bastante positivo o feedback obtido do mercado à apresentação da linha Lumia da Nokia.
Acreditamos que os dispositivos deles (Nokia) serão competitivos tanto do ponto de vista do hardware como no que diz respeito ao preço a praticar. Quando escolheu posicionar o preço do Lumia 710 e Lumia 800 um pouco abaixo do iPhone 4S, a Nokia conseguiu criar uma margem de diferenciação positiva e isso irá dar frutos a médio prazo’.
O único ponto frágil apontado à nova estratégia móvel da Nokia é a dificuldade que terá em diferenciar os seus produtos dos restantes terminais Windows Phone 7 já que em termos de especificações e conteúdos todos serão muito parecidos. A solução passa por designs menos ‘sérios’ e pela inclusão de software exclusivo mas essa abordagem não interessa muito à Microsoft que pretende manter uma imagem coesa ao longo de todos os terminais do vários fabricantes.

Já a Strategy Analytics considera que a parceria entre a Microsoft e a Nokia irá ajudar a duplicar a quota do Windows Phone 7, passando dos actuais 6.1% para 12.3% no final de 2012. Caso se confirmem estes valores, a Nokia sai claramente prejudicada uma vez que não conseguirá conquistar mais de 7 a 8% de quota de mercado com a sua gama Windows Phone 7, ou seja, menos de metade da quota detida pelo Symbian na sua ‘fase mais negra’.


Esta notícia já foi consultada 10429 vezes
 
 
Publicidade