30
Nov
LG Star e Motorola Olympus com Android e processadores Nvidia Tegra 2
por CVF Android , Nvidia , Tegra , Olympus , Motorola , Star , LG , Gingerbread , HDMI
A democratização do smartphones, que estão cada vez mais acessíveis tanto do ponto de vista financeiro como em termos de funcionamento, criou espaço para o aparecimento de novos serviços que até há pouco tempo eram um exclusivo dos computadores de secretária e das ligações à Internet por cabo ou ADSL.
Muitos desses serviços só poderão fazer a transição para os smartphones a partir do momento em que estes foram capazes de garantir uma capacidade de processamento suficiente para os assegurar sem comprometer a disponibilidade do terminal.

Embora a Qualcomm venha a ser a empresa dominante nesta área de alguns anos a esta parte, outra alternativos começam a ganhar peso e clientes. A Texas Instruments já liderou a primeira vaga de terminais de alto desempenho com processadores alternativos, a Apple e a Samsung têm soluções próprias em que apostam seriamente e a NVidia aparece como a melhor via para os fabricantes independentes que pretendem criar soluções ultra-potentes.
A segunda geração de processadores Tegra da Nvidia, que conta já com um núcleo dual-core, está a um passo de chegar ao mercado e, tendo em conta as prestações encontradas em vídeos e análises preliminares, poderá rapidamente tornar-se a nova referência do segmento.



Dois modelos estão em fase de finalização e pretendem usar as suas especificações técnicas como argumento de venda face aos iPhone, Galaxy S e outros modelos populares da actualidade.
Tanto o LG P990 Star como0 o Motorola Olympus são baseados na plataforma móvel Android e contam com um processador Nvidia Tegra e têm no desempenho, ecrã de grandes dimensões e câmara fotográfica de grande resolução os seus principais argumentos.

O modelo coreano conta com um ecrã TFT de 4 polegadas, processador Nvidia Tegra 2, saída vídeo HDMI e uma câmara fotográfica de 8 MPixels capaz de gravar vídeos Full HD (1080p).
O terminal da Motorola não será muito diferente já que apresenta um conjunto de características muito idêntico ao da LG. Portqa HDMI, ecrã de 4 polegadas, processador Nvidia, câmara frontal (na versão actual o Android não suporta videochamadas) e suporte para tecnologia DLNA.



As duas marcas optaram também por dotarem estes modelos com interfaces de navegação alternativas que escondem algumas das lacunas do Android. A versão usada em qualquer destes dois protótipos é o Android 2.2 mas os modelos finais deverão vir equipados com o Android 2.3 (Gingerbread) para tirarem partido de alguns dos componentes (câmara frontal para videochamada, por exemplo).




(video via GSM Israel)

Esta notícia já foi consultada 6765 vezes
 
 
Publicidade