27
Mar
2010
Durante muito tempo o Raging Thunder 2 (RT2) foi considerado um dos melhores jogos 3D para a plataforma Android. Pelo menos foi-o até à Gameloft ter lançado o Asphalt 5.



O novo jogo da Gameloft destaca-se pelos seus gráficos e fluidez de jogo mas ainda não é perfeito. Para o ser teria que dispor de um modo em que o utilizador pudesse jogar em tempo real contra outras pessoas (multi-player) e não o prejudicaria muito se o preço fosse mais próximo do RT2.
ver a notícia completa
Esta notícia já foi consultada 6787 vezes
22
Mar
2010
Chama-se Replica Island e é um jogo open-source para a plataforma Android que tem a particularidade de marcar a estreia da característica macoste da plataforma enquanto action figure.
O simpático robot tem que percorrer os 40 níveis do jogo à procura da fonte de energia que alimenta a ilha, defrontando pelo caminho vários tipos de oponentes com capacidade e poderes diversos.

O Replica Island é mais um jogo de plataformas, suficientemente simples para cativar bastantes jogadores e suficientemente extenso para não ser colocado de lado de imediato. E é gratuito, o que permite que o experimentem sem qualquer tipo de inibição.



Esta notícia já foi consultada 5924 vezes
21
Mar
2010
Depois da tecnologia que permite ver filmes em 3D se ter começado a generalizar, mesmo os jogos mais populares que se disputam num ambiente 3D começaram a ‘saber a pouco’. A diferença entre a simulação de um ambiente tridimensional e a possibilidade de se ter uma maior noção de profundidade em que alguns objectos parecem estar salientes é claramente desfavorável à primeira.

Porém, a necessidade de se usar uns óculos especiais e condições de iluminação especiais são ainda um factor bastante limitativo para a aplicação desta tecnologia a outras áreas. O HoloBot é a mais recente evolução da tecnologia HoloToy criada por Ben Hopkins, um ex-programadores de jogos para o GameBoy, que oferece uma perspectiva tridimensional bastante realista no iPhone.

A aplicação recorre ao acelerómetro para detectar mudanças na orientação do dispositivo e ajusta a imagem de fundo e respectivo robot para dar a impressão que existe alguma profundidade de campo. O efeito é simplesmente fabuloso e demonstra bem o que podemos esperar dos jogos móveis num futuro próximo.
Por enquanto o HoloBot serve apenas como prova de conceito e dispõe de uma mão cheia de hologramas e dois jogos, mas o autor promete que continuará a trabalhar na plataforma e a manter este produto actualizado com as novas funcionalidades que forem sendo introduzidas.



Esta notícia já foi consultada 6374 vezes
9
Mar
2010
Não se pode dizer que existem muito jogos para a plataforma Android. Pelo menos de boa qualidade e que sejam minimamente originais. A aposta tímida feita pelas grandes editoras de jogos tem penalizado o Android e os criadores independentes têm apostado mais na recriação de títulos que têm alcançado sucesso noutras plataformas em vez de criarem verdadeiramente novo.

O ConnecToo até nem é um conceito inteiramente novo mas foge à normalidade que pauta o Android. O objectivo é bastante simples. Unir os vários pares de cubos dispostos numa grelha sem que as linhas traçadas entre eles se sobreponham.
Como em qualquer outro jogo de estratégia, o ConnecToo vai requerendo um pouco mais de ponderação e capacidade de raciocínio à medida que o jogo vai avançando e a dificuldade aumentando.
A versão gratuita apenas dispõe de 12 níveis distribuídos por 3 graus de dificuldade enquanto que a versão comercial, que custa cerca de 1 euro, conta com 200 níveis. Ambas estão disponíveis a partir do Android Market.




Esta notícia já foi consultada 5499 vezes
1
Mar
2010
Não é por acaso que a Appl App Store é encarada pela maioria dos programadores como uma oportunidade de ouro para passarem de ilustres desconhecidos a novos milionários.
Uma boa ideia, algum engenho e capacidades de programação são os ingredientes base para se alcançar o sucesso na loja de aplicações da Apple.

O Plants vs Zombies é um jogo de estratégia na linha do Tower Defense em que é necessário defender uma vivenda do ataque de zombies recorrendo a plantas com valências próprias. O segredo está na combinação dos vários tipos de plantas, e das suas capacidades, para se repelir continuamente as vagas de zombies que insistem em tentar chegar à casa do utilizador.
Antes de cada round começar pode escolher que tipos de plantas irá usar, tendo em mente que cada um deles tem uma característica diferente: há as que disparam, as que explodem, as que aprisionam os zombies, etc.

Esta simples ideia recolheu a preferência de 300 000 utilizadores nos primeiros 9 dias de comercialização, o que representa, grosso modo, 1 milhão de dólares de vendas (o jogo custa $2.99). A empresa responsável pela sua criação – a PopCap - afirma que bateu o record da App Store ao alcançar este patamar em tão pouco tempo.



Esta notícia já foi consultada 8356 vezes
28
Fev
2010
A Nokia lançou recentemente o seu primeiro jogo baseado em localização que permite criar percursos a partir da posição actual dos utilizadores.

Recorrendo aos dados de mapeamento da NAVTEQ e da tecnologia GPS integrada nos telemóveis Nokia, o Ovi Maps Racing permite que os jogadores criem um percurso de corrida a partir da sua própria localização, quer se encontrem em casa, no escritório ou no centro da cidade. A corrida pode ser feita por meio de três automóveis diferentes, utilizando-se os comandos tácteis do dispositivo móvel.



Desenvolvido pela RedLynx, uma empresa líder no sector dos jogos para consolas e dispositivos móveis, o Ovi Maps Racing encontra-se disponível para download na Loja Ovi, sendo compatível com os dispositivos Nokia dotados de ecrã táctil, como é o caso do Nokia N97 Mini ou do Nokia 5800 Navigation Edition.
ver a notícia completa
Esta notícia já foi consultada 6886 vezes
13
Dez
2009
A Lone Dwarf Games lançou a sequela do jogo Freddy Falling para gládio dos fans desse título. A personagem mantém-se mas desta vez a missão é um pouco diferente.

Em vez de ir caindo através dos buracos existentes nas plataformas ao tentar fugir de um horda de mosquitos que o perseguem, o Freddy tem que tentar chegar o mais alto possível saltando de plataforma em plataforma.
Os saltos podem ser ampliados quando a personagem aterra em cima de cogumelos ou pássaros em movimento (não se preocupe, nenhum animal foi magoado no decurso deste jogo) e as quedas suavizadas recorrendo a um guarda-chuva, qual Mary Poppins.
Os mais audaciosos podem ainda tentar a mochila a jacto para alcançar os níveis e plataformas mais altas.



Esta notícia já foi consultada 5983 vezes
15
Nov
2009
Na verdade o Meon está disponível em duas versões: uma gratuita que está limitada a um quantidade reduzida de puzzles e uma paga ($2.95 através do Marketplace, $5.95 se for comprada directamente aos autores !!) bastante mais extensa (120 níveis).



O conceito do jogo é bastante simples já que basta combinar os diversos elementos espalhados pelo ecrã para conduzir um feixe de luz até cada um Meons. Para auxiliar nesta tarefa existem espelhos reflectores, separadores de feixe e ainda prismas que ajudam a alterar a cor da luz emitida.
ver a notícia completa
Esta notícia já foi consultada 22339 vezes
10
Nov
2009
O emulador C64, que foi removido da App Store já que integrava um interpretador da linguagem BASIC numa clara violação do acordo de distribuição da Apple, está de regresso sem o módulo em questão.
Embora deixe de ser possível correr o código criado pelos utilizadores (esta era a questão que preocupava a Apple), o emulador continua a ser capaz de correr os vários jogos disponíveis para a plataforma da Commodore.

O emulador vem acompanhado de 8 jogos grátis – Dragons Den, Le Mans, Júpiter Lander, Arctic Shipwreck, Jack Attack, International Soccer, International Basketball e International Tennis – e virá a contar com muitos mais através da possibilidade de aquisição de novos títulos a partir da própria aplicação.
A adptação ao iPhone contou com a introdução e novas funcionalidades, algumas por necessidade como o joystick táctil, e outras como forma de se melhorar a jogabilidade. Neste último ponto destaca-se a funcionalidade de auto-save, que permite retomar um jogo a partir do ponto onde se encontrava quando o abandonou (lembre-se que o iPhone não é multi-tarefa e por isso terá que abandonar o jogo sempre que tiver que fazer outra coisa qualquer), e a compatibilidade com os modo de orientação de ecrã vertical e horizontal.



Esta notícia já foi consultada 6144 vezes
8
Nov
2009
Os entusiastas do jogos de plataformas antigos irão encontrar no Hook Champ mais uma razão para aderirem ao iPhone. As capacidades únicas do terminal da Apple vêem dar a este jogo um grau de interacção impossível de obter em qualquer outra plataforma.
Em vez de um vulgar jogo adaptado às características do iPhone, estamos perante um produto realizado de raiz a pensar no terminal da Apple e que tira total partido do grande ecrã multi-toque, do acelerómetro, etc.

Qual Homem-Aranha, o nosso herói vai percorrendo as cavernas recheadas de obstáculos e adversários, num ritmo que começa a ser frenético a partir de certa altura do jogo. O objectivo, porque há sempre um objectivo neste tipo de jogo, é recolher o maior número de moedas possível, atravessar os diversos cenários balançando na ponta de um corda presa por um gancho e salvar a namorada.

Não obstante o seu aspecto retro, evidente sobretudo no aspecto pixelizado dos cenários e personagens, o Hook Champ conta com todos os ingredientes de um bom jogo actual e consegue oferecer várias horas de entretenimento.




Esta notícia já foi consultada 8705 vezes
 
 
25 445 277 visitantes
12906 online neste momento