22
Fev
2014
Num ano em que os acessórios e os wearables estarão em destaque, a Nokia apresentou uma solução para quem se debate diariamente com dificuldades para localizar as suas chaves, carteira ou outros bens pessoais. O Nokia Treasure Tag, apesar de ser bem pequeno (mede apenas 30x30x10 mm e pesa apenas 13 gramas), é grande em termos de funcionalidade.

Os novos acessórios da Nokia podem ser emparelhados com um smartphone Nokia Lumia por meio de NFC ou Bluetooth. Assim que efectuar o emparelhamento, o utilizador é notificado para descarregar a app Nokia Treasure Tag a partir da Loja Windows Phone.


Depois, se por acaso sair de casa sem algum dos objectos, será imediatamente avisado (por ambos), através de um tom bastante audível. E poderá procurar imediatamente o bem esquecido, seguindo o respectivo sinal sonoro. Se, por alguma razão, não o conseguir encontrar, poderá recorrer à app Nokia Treasure Tag para o localizar no HERE Maps.
É possível emparelhar até 4 acessórios Nokia Treasure Tag com o Nokia Lumia, atribuindo-lhes ícones diferenciados pré-definidos (chaves, mala, etc.). ou criados a partir de fotos obtidas com o próprio telefone.

Cada Tag conectado ao Nokia Lumia pode ser adicionado como um Live Tile ao Ecrã Inicial do dispositivo, fornecendo informações e actualizações sobre o objecto em causa. Contudo, também se pode desactivar a ligação de determinado Tag, para que o possamos deixar arrumado em casa. De igual modo, é possível desligar os alarmes ou colocá-los em “sleep mode”.

Com uma autonomia de funcionamento que pode chegar aos seis meses – utilizando uma pilha CR-2032 substituível – o Nokia Treasure Tag é disponibilizado em 4 cores: azul, amarelo, branco e preto. Deverá começar a ser comercializado em Abril, por um preço de retalho recomendado de 24,90 euros, sendo compatível com smartphones Lumia que tenham a actualização Lumia Black. Surgirão igualmente aplicações de terceiros que permitirão utilizar o Treasure Tag com dispositivos Android e iOS.

Esta notícia já foi consultada 807730 vezes
21
Nov
2013
Agora que o Windows Phone ‘entrou na primeira liga das aplicações móveis - segundo Todd Brix – começam a chegar algumas das aplicações mais populares disponíveis no iOS e no Android à plataforma móvel da Microsoft.
O responsável pela promoção de aplicações Windows Phone dentro da Microsoft afirma que 21 das 25 aplicações mais populares disponíveis para o iOS e o Android já se encontram disponíveis para o Windows Phone com esse número a aumentar de uma forma sustentada.



Depois do Vine é a vez do Instagram e do Waze serem publicado no Windows Phone Marketplace permitindo aos utilizadores da plataforma móvel da Microsoft tirar partido de alguns dos serviços e redes sociais mais populares do momento.
ver a notícia completa
Esta notícia já foi consultada 76804 vezes
17
Nov
2013
A Nokia apresentou mais uma aplicação para a sua gama Premium de smartphones Windows Phone que permite obter ainda mais funcionalidades a partir das excelentes câmaras fotográficas integradas nos telefones.



O Nokia Refocus é uma aplicação que emula o efeito normalmente obtido pelas câmaras Lytro em que é permitir alterar a profundidade de foco nas fotografias já tiradas.
ver a notícia completa
Esta notícia já foi consultada 81595 vezes
23
Jun
2013
Coube ao fundador do Instagram a apresentação de uma nova funcionalidade há muito esperada: o suporte para vídeos. ‘Este é o Instagram que sempre adoramos, mas que agora se move’ – dizia Kevin Systron na introdução da versão 4.0 do Instagram para iOS e Android.



A equipa de desenvolvimento teve o cuidado de manter toda a simplicidade que já existia na aplicação adicionando apenas os elementos necessários à captura de vídeo. Com esta nova versão capturar e publicar vídeos é tão simples como com o Vine do Twitter: prime-se o botão para começar a gravar e só se larga quando queremos terminar o vídeo estiver.
ver a notícia completa
Esta notícia já foi consultada 52215 vezes
21
Mai
2013
Em Março a opera apresentava a primeira versão do seu popular navegador Internet que tinha a particularidade de usar o motor de rendering Webkit em vez do Presto que a companhia nórdica tinha vindo a desenvolver ao longo dos anos.
Esta mudança de estratégia permite à Opera focar-se apenas nas funcionalidades do seu browser deixando para a Apple e a Google o desenvolvimento do motor que é responsável por constituir e arranjar no ecrã as páginas Web.
A versão 14 do Opera recorre ao motor usado no Chromium 26 e poderá continuar a acompanhar o desenvolvimento da Google que passará por uma versão optimizada e revista do Webkit que está a ser desenvolvida sob o nome de código Blink.



Tecnologismos à parte, o Opera 14 surge com um Interface totalmente redesenhada, modo Off-road que aproveita os servidores de compressão de conteúdos usados pelo Opera Mini e a barra Omnibar que actua simultaneamente como caixa de pesquisa e de digitação do endereço Web a visitar.
ver a notícia completa
Esta notícia já foi consultada 67351 vezes
11
Mai
2013
Com mais de um milhão de utilizadores (nem todos completamente satisfeitos) o Facebook Home começa a afirmar-se como uma solução alternativa para o homescreen e launcher dos terminais Android.
A omnipresença do Facebook no dispositivo está a ser bem recebida por um grande número de utilizadores que reconhecem as vantagens de ter uma plataforma focada na vertente social e não na tradicional abordagem que coloca as aplicações no centro da experiência de utilização.

O suporte para terminais equipados com ecrã Full HD (1080p) chega agora garantindo uma experiência ainda mais imersiva e completa aos utilizadores do HTC One ou do Samsung Galaxy S4.
O Facebook Home já pode ser descarregado a partir do Google Play.

Esta notícia já foi consultada 42189 vezes
6
Mai
2013
Quem decide trocar de telefone, escolhendo uma plataforma móvel diferente, normalmente debate-se com um conjunto de desafios: migrar toda a informação existente no dispositivo, encontrar as aplicações que estava a usar ou alternativas às mesmas e reconfigurar tudo ao seu gosto.

Para facilitar a transição do Android para o Windows Phone, a Microsoft lançou a aplicação Switch to Windows Phone que ajuda a simplificar pelo menos um destes passos. A primeira aplicação, que se destina a dispositivos Android, cria uma lista com as aplicações instaladas no equipamento e envia-a para a conta SkyDrive do utilizador.
Já no terminal Windows Phone a lista é descarregada e a aplicação local tenta encontrar as aplicações equivalentes, ou similares, no Marketplace.



Este serviço, que é prestado pela companhia Quixey, começa por tentar encontrar equivalências directas nas duas plataformas (Facebook para Android -> Facebook para Windows Phone) mas quando elas não existem baseai-se na descrição e nome da aplicação para localizar alternativas.
ver a notícia completa
Esta notícia já foi consultada 48914 vezes
5
Mai
2013
A versão nova versão do Instagram para Android e iOS trouxe uma grande novidade que a torna ainda mais social e integrada no Facebook. Apesar dos hashtags serem há algum tempo uma das características mais usadas para fornecer informação contextual sobre as fotos, agora passa a ser possível identificar pessoas, locais e objectos.



Depois de ter terminado de aplicar os filtros e aperfeiçoar a foto é possível identificar pessoas ou certos tipos de locais e objectos (equipa desportiva, restaurante, etc) que estejam na foto. Para reduzir o ‘ruído’ que pdoeria ser produzido em redor de certas fotos, a Instagram apenas permite que a pessoa que tirou a foto possa proceder a essa identificação. As pessoas identificadas terão sempre a possibilidade de analisar e validar cada foto onde foram identificados.
ver a notícia completa
Esta notícia já foi consultada 52629 vezes
3
Mai
2013
A interface MetroUI foi apresentada pela Microsoft como uma das características diferenciadoras da sua nova plataforma móvel face à concorrência. O novo design, que foi apelidado de ‘novo e fresco’ pela companhia norte-americana pretendia estabelecer um novo paradigma de navegação e consumo de conteúdos ao mesmo tempo que harmonizava o aspecto e funcionamento das aplicações que iam surgindo.



A nova versão da aplicação Facebook para o Windows Phone afasta-se consideravelmente deste paradigma deixando para trás tudo o que caracteriza a plataforma móvel da Microsoft para se centrar numa experiência de utilização próxima da obtida no iPhone ou no Android.
ver a notícia completa
Esta notícia já foi consultada 51866 vezes
2
Mai
2013
Depois de alguns percalços o Google Now encontra-se finalmente disponível para os utilizadores de dispositivos baseados no iOS – iPhone, iPad e iPod Touch.
A solução da Google surge integrada no Google Search e não como uma aplicação autónoma o que poderá permitir a sua rápida disseminação uma vez que a barra de pesquisa da Google é uma presença habitual em milhões de iPhones e iPads.



Apesar de estar ‘camuflado’, o Google Now surge com praticamente todas as funcionalidades encontradas na versão para Android e que facilitam a vida ao utilizador ao apresentar informação pertinente sem que este a procure especificamente.
ver a notícia completa
Esta notícia já foi consultada 48411 vezes
Página 11234567Próxima
 
 
24 298 374 visitantes
10196 online neste momento